“Nosso trabalho não é meramente assistencialista. É claro que temos de dar o pão a quem tem fome, mas depois queremos levar as pessoas a crescerem, a se tornarem membros da sua comunidade. Queremos que aqueles que são atendidos cresçam no seu próprio valor, na própria autoestima. Queremos que desperte neles a vontade de lutar e de melhorar a sua situação. Queremos que essa assistência social seja uma verdadeira promoção”.     (Dom Veremundo Tóth)

Liga pela Paz

Metodologia Liga Pela Paz e Obras Sociais do Mosteiro São Geraldo de São Paulo: unidos em prol da Cultura de Paz.

Fundada em 1992, a organização Inteligência Relacional tem como compromisso o desenvolvimento humano por meio da Educação Emocional e Social, buscando redução da violência e melhoria nos índices de convivência e aprendizagem. Integra e articula diversas contribuições científicas, baseadas em humanistas, sociólogos e filósofos, divididos em dois eixos: emocional (Rafael Bisquerra, Juan Casassus, Marshall Rosenberg, Daniel Goleman, entre outros) e social (Edgar Morin, Paula Gomide, Jean-Marie Muller, Boris Cyrulnik, entre outros).

Pioneira na sistematização da Educação Emocional e Social no Brasil, a Inteligência Relacional já apresenta números significativos em 22 estados brasileiros com mais de 22mil educadores, aproximadamente 600 mil educandos, mais de 2.000 escolas parceiras e 486 municípios beneficiados. Mais recentemente desenvolve a Educação Emocional e Social em Rennes, na França, com turmas do Ensino Médio.

Ciente da necessidade e da importância de um processo eficiente e ordenado, a Inteligência Relaciona oferece uma metodologia sistematizada, a Liga Pela Paz, que contempla material pedagógico completo, formação aprofundada de educadores, acompanhamento assistido e avaliação de resultados. Qualificada pelo Ministério da Educação como Tecnologia Educacional, a Metodologia Liga Pela Paz está inserida no conceito de educação integral, que vai além dos conteúdos curriculares e alcança novos formatos para educar para a vida.

O ano de 2015 foi marcado por uma grande conquista para a população assistida pelas Obras Sociais do Mosteiro São Geraldo de São Paulo, localizado no bairro do Morumbi, em São Paulo, capital. A parceria do Mosteiro São Geraldo de São Paulo com a Metodologia Liga Pela Paz possibilitou Educação Emocional e Social para dois mil e cem alunos em 6 unidades: CCT Paraisópolis, Vila Morse, Centro Social Dona Diva, Casa Azul Panônia, CEISER e Monte Kemel. Esta parceria de cunho social também engrandeceu a missão da Inteligência Relacional, organização cujo foco principal está voltado à educação, particularmente, à Educação Emocional e Social no contexto da construção de uma cultura de paz.

Os dados das avaliações qualitativas e quantitativas apresentam mudanças de comportamento visíveis e mensuráveis decorrentes do desenvolvimento da Metodologia Liga Pela Paz nas sete unidades das Obras Sociais. Percebe-se que após dois anos de implantação os educandos se engajaram em comportamentos mais respeitosos, pacíficos e estão dispostos a se expressarem emocionalmente com os colegas e com os educadores. Houve redução de 29% de problemas de comportamento, sendo 31,1% de agressividade destrutiva, 19,5% de ansiedade excessiva, 20,4% de desinteresse acadêmico, 30,5% de hiperatividade, 35,6% de retraimento social, 29,8% queixas somáticas e 42,4% tristeza e depressão.

O ano de 2017 começa com novos desafios e grandes expectativas para as sete Obras Sociais do Mosteiro São Geraldo. O planejamento estratégico destacou a importância da Educação Emocional e Social e a partir da Formação Inicial da Metodologia Liga Pela Paz para educadores irá fortalecer o trabalho com jovens, crianças e famílias.