“Nosso trabalho não é meramente assistencialista. É claro que temos de dar o pão a quem tem fome, mas depois queremos levar as pessoas a crescerem, a se tornarem membros da sua comunidade. Queremos que aqueles que são atendidos cresçam no seu próprio valor, na própria autoestima. Queremos que desperte neles a vontade de lutar e de melhorar a sua situação. Queremos que essa assistência social seja uma verdadeira promoção”.     (Dom Veremundo Tóth)

Formação Cidadã

1º Encontro de Formação Cidadã dos Colaboradores das Obras Sociais do Mosteiro São Geraldo

No dia 1º de março, em plena Quarta-feira de Cinzas, aproximadamente 300 colaboradores das Obras Sociais do Mosteiro São Geraldo reuniram-se para dar início a um ciclo de encontros de Formação Cidadã.

Debater sobre a função social de uma entidade filantrópica de assistência social e educacional, bem como o papel de cada colaborador como agente educacional e social, é o objetivo dessa iniciativa.

Nesse primeiro encontro, contamos com a participação do Prof. Dr. Luís Rodolfo de Souza Dantas, que abordou os direitos fundamentais com base na Constituição Federal Brasileira de 1988.

Entender sobre direitos e deveres e a importância de ler a Lei Máxima Brasileira foi o foco desse debate. Se estamos cuidando dos direitos de nossas crianças e adolescentes, é preciso ler a fonte em que esses direitos estão preservados. Além da Constituição, o Estatuto da Criança e do Adolescente, a Lei da Filantropia e a Certificação de Entidades Beneficentes e a missão do Mosteiro São Geraldo e das Obras Sociais foram itens importantes desse encontro.

Na sequência, o Prof. Osmar Cavalcante promoveu uma forte reflexão sobre o papel do educador social, pontuando que todos que atuam em entidades filantrópicas são educadores sociais, desde o porteiro, equipe de apoio, passando pelo educador social, coordenador e diretor.

O conceito da empatia foi abordado com ênfase, já que todos precisamos nos colocar no lugar de nossos atendidos e partir da realidade de cada um deles para conseguir ser facilitadores de um processo de crescimento e transformação de nossas crianças e adolescentes.

Nesse processo, crescemos todos. O maior ganho no trabalho da entidade filantrópica é a troca de experiência e a transformação de mão dupla, daquele que presta o serviço e daquele que recebe o serviço.

Na entidade sem fins lucrativos, um dos indicadores de resultados mais forte é medido pelo nível de transformação social alcançado.

A missão das Obras Sociais do Mosteiro São Geraldo é criar condições e oportunidades para que essas transformações ocorram de forma a fazer diferença na sociedade civil paulistana.